quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Beijo AA Força


Depois de ser a primeira banda punk de Curitiba, hoje o Beijo aa Força passeia com desenvoltura pelo funk, rockabilly e o que mais pintar na inspiração. "A gente faz canções, meio entre o pop e a vanguarda. A banda não tem uma linha fixa, só um estilo, que é próprio, e tudo o que a gente toca tem a nossa cara",diz, Rodrigo Barros Homem Del Rey (vocal). "Nós gostamos de ouvir milhares de coisas, não uma só", completa Ferreira (guitarra e principal compositor). A banda é integrada ainda por Baby Júnior, o Foguinho (bateria), e Renato (baixo). A maioria das letras da banda é feita por Marcos Prado, um poeta que se especializou em escrever letras, um dos grandes trunfos da banda.
O Beijo aa Força, além de contatos com as gravadoras Continental e Wop-Bop para a gravação do primeiro LP, tem mais planos para este ano. Foi convidado pelo cineasta Fernando Severo, de Curitiba, para a gravação de um vídeo. Ainda nessa área, tem convite puro um trabalho com Valter Silveira -the Academia Brasileira de Vídeo, de São Paulo. "Não serão videoclipe", garante Rodrigo. ´´Serão vídeos, com roteiro e músicas, mas independentes, que não serão feitos para passar na televisão comercial.´´ (Fora isso), existem propostas de shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.
Em abril, pouco antes da Páscoa, a banda foi surpreendida com o roubo de duas guitarras, uma Fender e uma lbañes, que tinham custado as últimas economias do grupo. ´´Agora nós vamos ter de vollar a tocar punk rock", brinca Rodrigo, afirmando que é o que se pode fazer com as guitarras nacionais que sobraram. Mas, até abril, nos três anos de carreira, já tinham cerca de 100 músicas. Compor muito e bem sempre foi a marca da banda. A música ´´Síndrome de Dom Juan´´ já tocou bastante na Estação Primeira, que, apesar do nome, é a primeira FM que toca rock de Curitiba em Curitiba.
No ano passado, enquanto o Beijo se firmava e assuma a liderança na preferência popular, o Ídolos sofria várias transformações. A mais sentida foi à passagem do guitarrista Renato Incesto justamente para a maior rival, onde hoje toca baixo. O golpe atingiu forte e só no começo deste ano à banda se recuperou, com nova formação.


2 comentários:

  1. Olá,acho importante deixar registrado que durante cerca de um ano, também fiz parte da banda Beijo aa Força. Toquei teclado e fiz backing vocal. Meu nome artístico era Tizzy. Participei de uma turnê em São Paulo onde a banda se apresentou em locais como Madalena Satã, Rose Bombom e Ácido Plástico. Valeu Obrigada Beatriz Nedeff



    m,








    Tu


    ResponderExcluir
  2. Olá,acho importante deixar registrado que durante cerca de um ano, também fiz parte da banda Beijo aa Força. Toquei teclado e fiz backing vocal. Meu nome artístico era Tizzy. Participei de uma turnê em São Paulo onde a banda se apresentou em locais como Madalena Satã, Rose Bombom e Ácido Plástico. Valeu Obrigada Beatriz Nedeff



    m,








    Tu


    ResponderExcluir