quarta-feira, 6 de julho de 2011

Kaddish


A banda Kaddish foi formada em Agosto de 1985 no Rio de Janeiro quando o Baixista Paulo da Luz e o Guitarrista Tayo Carvalhal se conheceram na Faculdade de Engenharia do Fundão. Como a paixão pela musica logo provou ser mais atraente que as aulas de calculo, os dois passaram a se encontrar na casa do Paulo em Niteroi onde este mostrou as musicas que vinha compondo ao violão ao letrista Tayo que ja escrevia desde menino. Nesta epoca Tayo, um grande fã do escritor Frans Kafka sugeriu que se formassem uma banda o nome poderia ser o de um dos livros do Kafka, Colonia Penal mas logo decidiram pelo proprio nome do escritor: Kafka.

Com a adição dos outros integrantes Brent Hieatt, cantor, um amigo da Faculdade de Comunicação da irmã do Paulo e Sergio Gouveia, um amigo de infancia do Tayo, a banda precisava de um baixista, ja que Paulo tocava teclados e o Tayo guitarra. Depois de experimentar varios baixistas e não encontrarem nenhum Paulo teve a ideia de tocar baixo ele mesmo e convidar sua irmã Simone, que era grande fã do trabalho, para tocar teclados em seu lugar e assim surgiu o Kafka. Com o nome de Kafka a banda tocou em casas cariocas como a Metropolis, O Robin Hood Pub e a Barão com a Joana. Ao marcar shows em São Paulo no Madame Satã, Acido Plastico e Carbono 14 foi revelado que existia uma outra Kafka em SP, que era contratada da gravadora Independente Baratos Afins, apos um amigavel acordo, apezar de ja ter o nome registrado ha mais tempo, a Kafka Carioca abriu mão do nome para os colegas Paulistas e o nome Kaddish nasceu. Kaddish é uma reza Judaica Funeraria e como a banda era muito apegada ao nome Kafka e para eles o Kafka, que era Judeu, tinha morrido, o nome foi então adotado, mas ao contrario do que muita gente pensa ninguem na banda é Judeu.

O som do Kaddish nasceu de uma mistura dos violoes do Paulo, meio como os das musicas folk do terceiro album do Led Zeppelin, e das guitarrras esquizofrenicas, a la King Crimson, do Tayo. Logo cada membro foi adicionando o seu toque pessoal que caracterizou o som ecletico pos-punk da banda durante 95 e 96. Em 97 o trabalho começou a tomar caracteristicas mais Brasileiras e passou a ser uma mistura de ritmos Brasileiros com o som de bandas pos-punk dos anos 80, fazendo do Kaddish um dos pioneiros nesse estilo depois adotado por varias bandas nos anos 90. A banda Kaddish tocou em todo o circuito Carioca incluindo o Circo Voador de 1986 a 1988 quando o baterista Sergio foi atropelado e sofreu varias operaçoes ate conseguir poder andar e tocar novamente. A banda retornou quase um ano depois ao palco mas dessa vez em sua nova residencia, em Londres, aonde por razoes politicas, ja que Kaddish é um nome Judeu, trocou o nome para Felix Fritz, dois gatos famosos, em homenagem aos gatos que morrem pela musica para virarem Tamborim. A originalidade do som Brasileiro chamou a atenção da gravadora Rough Trade, ex- Smiths, mas o Governo Ingles não concedeu o visto a maioria dos integrantes e a banda de 5 membros se desfez em 1990 apos o governo vetar a estadia no Pais de dois integrantes. Paulo, Tayo e Simone sempre continuaram o trabalho e hoje com o nome de Loosh contam com 2 albums e 1 EP a disposição na Internet http://soundcloud.com/loosh.


2 comentários:

  1. Belo blog você tem aqui, vou fuçar bastante, tem coisa aqui que eu nunca ouvi falar e muito obrigado pela visita a meu blog.Continue com o ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Grato. Qualquer coisa é só me adicionar do MSN

    ResponderExcluir